Image Alt

Jade-Nefrite

Fórmula: Ca2(Mg, Fe)5Si8O22 (OH)2
Dureza: 6-6.5
Densidade: 3.3

 

A designação jade pode referir-se a dois minerais: a nefrite, um silicato de cálcio e magnésio e a jadeíte, um silicato de sódio e alumínio, ambos com características diferentes. A distinção de ambos estes minerais foi realizada em 1863 por Alexis Damour, embora comercialmente muitas vezes se use o termo genérico jade para qualquer um deles. A nefrite corresponde a uma matriz de cálcio microcristalina de fibras interligadas, ricas em magnésio e ferro, sendo este último o que lhe confere a cor verde

 

O nome nefrite deriva do grego nephros, ’rim’, pois esta pedra era tradicionalmente usada no tratamento de cálculos renais. Conhecida na Espanha do século XVI como pedra de hijada, a sua tradução errónea ao francês como “pierre le jade”, originou a comum designação de jade actualmente usada.

 

Tanto a nefrite como a jadeíte foram usadas desde épocas pré-históricas por diversas culturas, com a predominância da nefrite, mais fácil de talhar e mais resistente à quebra, desde o Neolítico Antigo até à actualidade. Na Antiga China, o jade era considerada a pedra imperial, acreditando -se que abençoava tudo aquilo que tocasse.

 

As suas propriedades terapêuticas são consideradas muito poderosas para desordens do sistema nervoso, do sistema respiratório, assim como do sistema urinário, promovendo a melhor eliminação de toxinas e sendo muito benéfico para os rins, o baço, ossos e articulações. São-lhe reputadas qualidades anti-inflamatórias, regeneradoras e analgésicas, sendo tradicionalmente usado para aliviar patologias do sistema reprodutor masculino.

 

Considerada a “pedra dos sonhos” e conhecida na China como o “jade ancestral”, a nefrite estimula a intuição e a criatividade, fomenta a paz, o crescimento espiritual,
sendo tradicionalmente usada para aceder à nossa sabedoria intrínseca. Favorece as amizades verdadeiras e atrai a sorte e a prosperidade, constituindo uma protecção activa contra todo o tipo de energias nocivas. Ajuda a ultrapassar medos, sentimentos de culpa e aumenta a auto-confiança e a coragem para assumir a sua própria independência. Favorece o amor verdadeiro e a compaixão.

 

Para recarregar a nefrite pode-se colocá-la sob água corrente durante alguns minutos e expô-la ao luar durante o crescente lunar ou a Lua cheia.