Image Alt

Obsidiana Negra

Fórmula: SiO2 + MgO + Fe3O4
Dureza: 5-6
Densidade: 2.4

 

A obsidiana é uma rocha ígnea extrusiva, produzida quando lavas félsicas riolíticas arrefecem rapidamente com pouca ou nenhuma cristalogénese, cujo elevado teor de dióxido de silício que induz a sua característica vítrea. A obsidiana pura tem em geral uma coloração escura, mas a cor pode variar em presença de impurezas, como é o caso de pequenos cristais brancos de cristobalite, originando o que se conhece como obsidiana floco de neve.

 

Etimologicamente, o nome deriva de Obsius, explorador romano referido na História Natural de Plínio, o Velho, quem terá identificado por primeira vez este vidro vulcânico na Etiópia. Devido à dureza, poder de corte e facilidade de talhe da obsidiana, foi muito valorizada desde o Paleolítico, conhecendo-se evidências arqueológicas do seu uso desde o Acheulense (1500 000 -200.000 a. C.) em diversos territórios, continuando a ser usada ao longo de toda a história da Humanidade, para fabrico de instrumentos de corte, espelhos e objectos decorativos e actualmente para equipamento cirúrgico de alta precisão.

 

A obsidiana é usada para aliviar a tensão muscular e melhorar a circulação sanguínea, acelerando a cicatrizarão de feridas e aliviando as dores. É também usada para problemas digestivos e para potenciar a eliminação de toxinas, sendo muito benéfica no combate a adições de álcool, tabaco ou drogas.

 

Reunindo a energia da Terra e do Fogo, a obsidiana é uma pedra fortificante, energizante com uma vibração muito forte que produz efeitos rápidos, de concretização, que permite enfrentar e ultrapassar traumas emocionais e favorece o auto-conhecimento e aceitação; instiga coragem, disciplina e auto-controle, a resolução de assuntos pendentes e promove o crescimento espiritual, sendo poderosamente protectora contra toda a forma de violência e todo o tipo de energias nocivas.

 

Para recarregar a obsidiana, deve-se enterrá-a envolta num pano, de um dia para o outro, em fase de crescente lunar.

Novas Normas de Funcionamento

Cumprimos escrupulosamente todos os critérios de higienização e normas de segurança preconizadas pela Direção Geral da Saúde no âmbito da prevenção e contenção do surto epidémico por Covid-19. Neste sentido, impõem-se novas normas de funcionamento:

1. O atendimento é feito unicamente mediante marcação prévia, de forma a evitar contacto entre pacientes;

2. No dia anterior à consulta, o Espaço InnZen entra em contacto telefónico para despistar eventuais sintomas relacionados com Covid-19 (tosse, febre, dificuldades respiratórias);

3. É obrigatório comparecer com máscara social que não deve retirar em nenhum momento;

4. Será solicitado que não traga acessórios (relógio, colares, brincos, etc);

5. Ser-lhe-á pedido que traga calçado de interior (chinelos de quarto ou similares), de forma a impedir a eventual contaminação do espaço com calçado de rua. Na impossibilidade de o fazer, ser-lhe-á facultado cobre-calçado descartável.