Image Alt

Blog

Data: 29 de Maio, 21 – 23h e 30 de Maio, 15 – 17h

“Uma imagem vale mil palavras”, é uma frase tão comum como verdadeira. As emoções, em toda sua complexidade, nem sempre são articuláveis em palavras, simplesmente porque não existem palavras suficientes que descrevam de uma forma imediata, aquilo que sentimos: mas uma imagem pode fazê-lo.

A arte-terapia consiste em explorar a Arte como forma de expressão, nas suas dimensões consciente e inconsciente, o que promove a manifestação da subjectividade de cada um: ou seja, expressar os nossos sentimentos e desejos de forma concreta, palpável e pensável, o que nos permite interagir com a dimensão emocional de modo mais consciente.

A expressão artística realizada neste contexto, estimula assim, fortemente, o auto-conhecimento e a auto-estima, assim como um maior autocontrole e criatividade.

A arte-terapia usa vários recursos artísticos em contextos terapêuticos ou vivenciais e é da maior utilidade na prevenção de várias situações como o stress, estados depressivos e dificuldades de concentração e de aprendizagem.

Entre os objectivos do workshop enumeram-se:

· Conhecer a origem e a actualidade da arte-terapia e os seus diferentes campos de actuação.

· Utilizar a pintura e o desenho como modelo e estímulo para discussão e expressão de valores e temas relacionados como desenvolvimento humano.

· Apresentar a criação artística como instrumentos de autoconhecimento e transformação.

· Vivenciar a arte-terapia a partir de exercícios de pintura em técnica mista

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS:

Módulo I

1. História e Origem da Arte Terapia

2. Da Pintura Rupestre à Arte Bruta

3. Várias vertentes da Arte Terapia

4. Exercícios Terapêuticos de Pintura

5. Espontânea Depoimentos e Reflexão em Grupo

Módulo II

1. A função do imaginário em Arte-Terapia

2. Fundamentos da Arte-Terapia em Jung e sua continuidade nas práticas terapêuticas

3. Exercícios Terapêuticos de Mandalas

4. Depoimentos e Reflexão em Grupo

FORMADORA:

Teresa Lousa

Doutorada em Ciências da Arte e do Património na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, onde lecciona há cerca de 10 anos várias cadeiras como Teorias da Arte, Estética, História da Arte, Educação Artística, Arqueologia, Antropologia da Arte, entre outras.

Com Licenciatura em Filosofia na FSCH da Universidade Nova de Lisboa e Mestrado em Teorias da Arte na FBAUL, tem igualmente pós-Graduação em Arte-Terapia no Instituto Superior de Psicologia Aplicada (ISPA, 2007), sendo formadora creditada pela Universidade do Minho nas áreas de Arte-Terapia, História da Arte e Filosofia, e desenvolvido diversas oficinas e workshops de Arte-Terapia de incidência vivencial e educacional.

Editora da Revista Indexada e Internacional Art & Sensorium (UNESPAR), é actualmente Investigadora Integrada do CHAM – FCSH, com várias obras publicadas, prendendo-se as suas áreas de investigação com a Educação Artística, Arte-Terapia, Arte e Hispanismo, Arte e Morte, Arte e Género, Arte e Estados Alterados da Mente.

Preço: 50€

Condições de Pagamento:

Para se inscrever, solicitamos o pagamento do valor do workshop por transferência bancária para o NIB 0036 0126 9910 0058 984 55 até 48h antes do início do workshop.

Só são consideradas válidas as inscrições acompanhadas de comprovativo de pagamento, enviadas para innzensaude@gmail.com, após o que receberá a respectiva password de acesso à plataforma online.

Se tem alguma dúvida, por favor, contacte-nos para o nº 215 865 628 ou para o e-mail acima facultado.

Deixe o seu Comentário:

Novas Normas de Funcionamento

Cumprimos escrupulosamente todos os critérios de higienização e normas de segurança preconizadas pela Direção Geral da Saúde no âmbito da prevenção e contenção do surto epidémico por Covid-19. Neste sentido, impõem-se novas normas de funcionamento:

1. O atendimento é feito unicamente mediante marcação prévia, de forma a evitar contacto entre pacientes;

2. No dia anterior à consulta, o Espaço InnZen entra em contacto telefónico para despistar eventuais sintomas relacionados com Covid-19 (tosse, febre, dificuldades respiratórias);

3. É obrigatório comparecer com máscara social que não deve retirar em nenhum momento;

4. Será solicitado que não traga acessórios (relógio, colares, brincos, etc);

5. Ser-lhe-á pedido que traga calçado de interior (chinelos de quarto ou similares), de forma a impedir a eventual contaminação do espaço com calçado de rua. Na impossibilidade de o fazer, ser-lhe-á facultado cobre-calçado descartável.